É hora de renovar a esperança!

Em Dezembro de 2019, dizíamos: 2020 está chegando! Renova-se a esperança de um ano melhor, com mais oportunidades para crescimento e recuperação econômica.

Como se diz, o ano começa depois do carnaval. Até lá a economia fica em compasso de espera.

Pois bem! O carnaval passou e veio a notícia de que um vírus estava chegando, o “novo coronavírus”. Pouco antes, já se noticiava de casos em vários Países, mas não se deu a devida importância.

Por conta da falta de uma política nacional de combate ao vírus, cada Estado se viu na obrigação de fazer sua própria política. O que não se imaginava é que o vírus se transformasse em uma pandemia.

No caso do nosso Estado, foram tomadas medidas restritivas, visando o isolamento social. Foi criado o “Plano São Paulo”, que dividiu o Estado em regiões e fases de acordo com o nível de contágio e estrutura para o tratamento da doença.

Na região a que Osvaldo Cruz pertence houve momentos em que as restrições foram totais, com o comércio funcionando somente das atividades essenciais. Era a fase vermelha. Nossa Entidade fez o possível para que houvesse uma flexibilização nas outras atividades. Conseguiu-se vitórias parciais, mas que não atenderam às necessidades plenas dos nossos empresários.

A economia parou. Muitos estabelecimentos comerciais fecharam suas portas, muitos empregos foram perdidos. Bateu o desespero. O Governo Federal implantou ações no sentido de minimizar os prejuízos dos empresários e da população em geral.

Hoje, estamos na fase amarela, a qual oferece uma maior flexibilização nas atividades comerciais.

Com tudo isso, podemos afirmar que 2020 se tornou o pior ano que já vivemos, pois foi um período atípico.

Diante de tudo o que aconteceu no ano passado, podemos considerar como um ano perdido?

Absolutamente, que não! Ficam lições. Fica a certeza, mais uma vez, de que os empresários brasileiros são fortes. Que se reinventam nas adversidades. Houve sofrimento, muito trabalho, mas sobreviveram. Ficaram prontos, mais bem preparados para a difícil missão de empreender.

Mas o que esperar de 2021?

Sabemos que teremos um ano difícil. O auxílio emergencial foi cortado,  mas esperamos que o pior tenha passado.

Novamente a palavra de ordem é esperança. Esperança na reabertura total das atividades e dos negócios. Que a economia tenha uma forte recuperação e que os empregos sejam retomados.

Também teremos a posse da Prefeita Vera Lúcia Alves. Torcemos para que ela faça uma gestão profícua e que possamos ser parceiros para o engrandecimento do nosso Município.

Juntos somos fortes!

Edivaldo Marconato
Presidente da Aceoc