Atendimento: [18] 3528-2130
Faça sua consulta ao SCPC
Para maior segurança, mantenha sua senha em sigilo, e em caso de mudança de operador solicite uma nova senha.

A questão ÁREA AZUL

Depois de mais de 8 anos da sua implantação, a Zona Azul, hoje, Área Azul, começou a ser questionada no que se refere ao tempo dado como bônus (ou tolerância, como muitos o chamam).

Quando a lei que criou a Área Azul, 2009, ela não previa tal bônus. Porém, como forma de amenizar uma mudança radical no trânsito da área comercial, foi tomada uma decisão pela Entidade que administra o estacionamento rotativo de se dar um tempo de 5 minutos, para que começasse a correr o tempo de estacionamento.

Este prazo era, constantemente, contestado pelos usuários. Uns tinham razão, mas, a maioria, intencionalmente, burlava tal período.

A par disto, o “amarelinho”, que era respeitado, com o tempo, passou a ser ridicularizado. Ainda existem os que o respeitam. Mas isso vai da consciência dos motoristas que reconhecem que estão errados.

Com uma inadimplência enorme devido à falta de pagamento do “amarelinho”, a AJA fez várias gestões no sentido de resolver és-te problema, até que, em meados do segundo semestre do ano passado, foi criado o Agente de Trânsito, o qual tem a função de, entre outras, de exercer atividades de fiscalização na operação de trânsito, orientando e autuando os infratores.

Isto, ao invés de resolver os problemas, gerou uma contrariedade muito grande por parte de alguns comerciantes e usuários, notadamente, com relação ao tempo dado para que começasse a contar o período de permanência no estacionamento rotativo.

Com esta turbulência, foi criado um movimento por alguns comerciantes no sentido de se aumentar de 5 para 15 minutos o tempo do bônus.

O movimento ganhou força, foram feitas várias reuniões com as partes interessadas (representante do movimento, AJA, ACEOC e Câmara Municipal), até que no dia 18 de Dezembro do ano passado, a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei Complementar, de autoria do vereador Homero Morales Massarenti, que estende o prazo de 5 para 15 minutos o prazo do bônus, assim como fixa o prazo de funcionamento do estacionamento rotativo, de segunda à sextas-feiras, da 9 às 16 h, sendo que, aos sábados, foi mantido o horário. Também, a lei dá o prazo de 2 dias úteis para que o “amarelinho” seja regularizado. Não o sendo, será gerada a multa.

O Projeto de Lei Complementar foi enviado ao senhor Prefeito para que este o vete ou o sancione.

O Presidente da AJA já declarou que, se o senhor Prefeito sancionar o dispositivo legal, a Entidade deixará de administrar a área Azul.

Se isto acontecer será muito ruim, pois o estacionamento rotativo foi um pedido de grande parte dos comerciantes da área comercial da cidade.

Foi feita uma consulta junto aos comerciantes da área comercial e 68% dos consultados foram a favor da implantação do sistema.

Desde 1999, existiam muitas reclamações contra comerciantes e funcionários que estacionavam seus veículos na área comercial e os deixavam, ali, o dia todo, tomando, assim, o lugar dos consumidores.

A Associação Comercial sabedora do problema, mandava circulares aos associados, assim como fez várias matérias no seu jornal o “O Informativo”, pedindo aos comerciantes que evitassem tal prática.

Como nenhum dos pedidos foi atendido, foi sugerida a implantação da Área Azul.

Nossa Entidade, como interessada, tem um posicionamento que se mantém desde o começo da polêmica, ou seja:

– É a favor do bônus de 10 minutos;

– É a favor da continuação do período de funcionamento da Área Azul, compreendido entre 9 e 17 h;

– É a favor da regularização do “amarelinho” ou qualquer outro meio “aviso de irregularidade”, no prazo de 2 dias úteis.

A ACEOC, também, é favor de um estudo visando COMO CONTROLAR o tempo do bônus. Várias sugestões já foram feitas, mas, ainda, não se chegou a um consenso.

Se, com 5 minutos já é difícil o controle, imaginem com 10 ou 15 minutos! Porém, é imprescindível que uma solução seja encontrada.

Enquanto isto não é resolvido, temos que continuar com nossas atividades.

Desejo que todos tenham um 2018 de muito sucesso!

Boas vendas!

Fonte: Coluna do Tadeu – O Informativo (Janeiro/2018)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para você!

logo-aceoc-boavista

DICAS DE SEGURANÇA COM SEU CODIGO E SENHA DE CONSULTAS AO SCPC

*Nunca informe seu código e senha p/ ninguém, nem para pessoas que se identificarem como funcionários da ACEOC;

*Não anote seu código e senha em local visível ou de livre acesso;

*Informe seu código e senha apenas para funcionário (s) de confiança e que precisam utilizar os serviços do SCPC apenas para sua empresa;

*Após a saída de funcionário (s) que tinha acesso ao Código e senha solicite a mudança na ACE Osvaldo Cruz;

*Para maior segurança a empresa associada pode solicitar para gerar um código e senha individual para cada funcionário que utilize o sistema de consultas.

A Associação Comercial informa que não se responsabilizará pelo uso indevido deste código e senha ou uso por terceiros, a utilização do código e senha será de inteira responsabilidade da empresa associada.

Qualquer suspeita de vazamento de código e senha comunique imediatamente a ACEOC pelo fone: (18) 3528.2130.